Suspeitos de matarem homem e mulher carbonizados são presos em São Paulo

Dois homens de 34 e 37 anos, suspeitos de matarem carbonizados Denis Antônio de Souza Queirós, 31 anos e Leide Jasmin Rodrigues, 21, em julho do ano passado, foram presos nesta quarta-feira (28), durante operação “Fogo Amigo”, coordenada pelo SIG (Seção de Investigação Geral) e NRI (Núcleo Regional de Inteligência) de Três Lagoas, distante

Os suspeitos pelo crime de duplo homicídio foram capturados em Bauru, interior de São Paulo. Contra eles havia mandados de prisão e busca e apreensão em aberto, expedidos pelo juiz da 1ª Vara Criminal de Três Lagoas. Durante a captura dos alvos, um deles foi encontrado com droga e autuado em flagrante por tráfico.

Ação conjunta teve participação das equipes da polícia de São Paulo. Os suspeitos serão trazidos para Três Lagoas, onde serão indiciados pelos crimes de homicídio quadruplamente qualificado, pelo motivo fútil, com recurso que dificultou a defesa das vítimas, pelo emprego de arma de fogo e asfixia.

O caso – No dia 22 de julho de 2023 o corpo de Leide Jasmin foi encontrado carbonizado, próximo a BR-262 em Três Lagoas. Conforme informações da Polícia Civil, a identificação aconteceu com auxílio da perícia papiloscópica. A jovem era moradora de Ponta Porã e estaria de passagem na cidade por 22 dias. Em seguida, ela seguiria para o Estado de São Paulo, segundo familiares.

No mesmo dia, o corpo de Denis Antônio também foi achado parcialmente carbonizado, com sinais de estrangulamento, em uma estrada vicinal próximo a BR-158. No pescoço da vítima havia marca de que violência. Além disso, ele tinha queimaduras principalmente na região pélvica.

Botão Voltar ao topo