Repórter policial, Adilson Domingos morre após complicações renais

Bombeiro Militar da reserva e repórter policial, Adilson Domingos, de 55 anos, faleceu na noite deste sábado (10) em decorrência do agravamento de problemas renais crônicos. Ele estava internado no Hospital da Cassems em Dourados, a 250 quilômetros de Campo Grande.

Durante uma viagem pelo nordeste brasileiro no início do mês, Adilson teve uma crise renal, buscando atendimento médico imediatamente. No entanto, ao retornar a Mato Grosso do Sul, sua condição piorou e acabou sendo internado. Na manhã deste sábado passou por uma cirurgia e foi submetido à intubação, porém, não resistiu às complicações veio a óbito.

Adilson, conhecido por muitos como “lente nervosa”, era colaborador do jornalismo de Mato Grosso do Sul e do Campo Grande News desde 2016, fornecendo imagens e informações policiais da segunda maior cidade do Estado. Sua presença marcante e dedicação à cobertura policial o tornaram uma figura reconhecida na área.

Adilson deixa esposa, filhos e um neto. Até o momento, não há detalhes sobre o horário do velório e enterro. A comunidade jornalística de Mato Grosso do Sul lamenta a perda de um grande colega de profissão, cujas contribuições serão lembradas no campo do jornalismo.

Botão Voltar ao topo