Padrasto de menino em coma é ouvido e liberado –

Localizado pela PRF (Polícia Rodoviária Federal), na BR-262, em Terenos, a 31 km de Campo Grande, o padrasto do menino de 2 anos com sinais de agressão e em coma na Santa Casa da Capital foi ouvido pela polícia e liberado. Há cerca de uma semana, a criança deu entrada no hospital com traumatismo craniano e a polícia investiga as causas.

Segundo apurado, fotos do padrasto foram espalhadas como suspeito das agressões nas redes sociais. Ao ser abordado pela PRF seguindo para Terenos, o suspeito mentiu o nome e então foi encaminhado para a DEPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente).

Na especializada, ontem mesmo, o homem foi ouvido e liberado, já que não há mandado de prisão contra ele. Na segunda-feira, 29 de janeiro, a mãe da criança também foi ouvida pela polícia. Apesar das fotos dele e da mãe da criança serem espalhadas no Facebook, a polícia não confirma sobre os suspeitos da investigação, que corre em sigilo.

Entenda – A mãe do garotinho chamou o Corpo de Bombeiros na tarde do dia 23 de janeiro informando que o filho havia caído de um degrau, enquanto brincava com a irmã, de 4 anos. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) fez o socorro e levou o pequeno em estado grave para a Santa Casa.

Depois que passou por exames clínicos, constatou-se que estava com lesões em pulmão, acúmulo de líquido e hematoma no abdômen, além de escoriações nos membros inferiores. O médico que atendeu o bebê suspeitou de maus-tratos e acionou a polícia.

Na manhã de ontem, 30, o pai do menino também esteve na delegacia para prestar depoimento. –

Botão Voltar ao topo