Mesmo com a participação online de Bolsonaro, 1° Simpósio da Direita de Amambai tem fracasso de público

Aconteceu na tarde desta quarta-feira, 11 de outubro, data em que se comemora a divisão do estado de Mato Grosso do Sul, o I Simpósio de Direita de Amambai.

Fizeram parte da organização, nomes como Robson Vargas, José Karasek, Renato Habitzreuter, Maicon Rossi, Cláudio agostini e muitos outros membros que defendem a direita no município.

A ação foi realizada no Palladium Buffet com o intuito de agregar novos conhecimentos voltados para os ideais da Direita e afins, com ênfase no planejamento e gestão visando aproximação com os ideias de Deus, Pátria, Família e Liberdade.

Entre os palestrantes convidados para a programação estiveram Beto Figueiró, Deputada Federal Silvia Waiãpi, Deputado Estadual João Catan, Deputado Estadual Rafael Tavares, Deputado Federal Luiz Ovando, Tenente Coronel Portela e o ex-presidente do Brasil, Jair Messias Bolsonaro.

Mesmo com a participação de tantos líderes e a prévia divulgação nas mídias sociais, o evento não alcançou o público esperado de 1000 pessoas, deixando centenas de cadeiras vazias no salão. Durante a videoconferência com Bolsonaro, auge da ação, não havia na plateia mais do que 100 ouvintes.

Essa foi a prova que faltava para a Direita perceber que o poder de mobilização que possuiam nos últimos anos veio cada vez mais desaparecendo. Todos os eventos realizados no país foram fracos, e em Amambai, não foi diferente.

Botão Voltar ao topo