MDB realiza convenção estadual nesta sexta-feira e deve firmar Moka como novo presidente

 (Movimento Democrático Brasileiro) realiza convenção estadual nesta sexta-feira (25) em evento que mudará a presidência estadual do partido. Em evento que acontece das 13h às 17h irá oficializar o ex-senador  (MDB) como novo presidente.

O atual presidente do diretório estadual, deputado Junior Mochi (MDB), comentou sobre a mudança na liderança da sigla e confiança na nova direção.

“Moka tem credibilidade de todos os integrantes do partidos e faz a interligação com o governo, bancadas, e tem essa capacidade política de dirigir o partido. É uma pessoa bem relacionada com o partido nacional”.

A convenção estadual antecede as eleições municipais de 2024 e, segundo o deputado estadual, o MDB segue dialogando município a município realizando as tratativas sobre candidaturas.

“Já elegemos os diretórios municipais. Foram 36 eleitos e 26 provisórios e o restante ainda estamos vendo. Com isso estabelecemos metas de construirmos parcerias possíveis e necessárias para fortalecer para 2024, em torno de 15 a 20 prefeitos e fortalecer para 2026”, afirmou.

Junior Mochi sucedeu Puccinelli no cargo em 2019. Anteriormente, o também deputado estadual Marcio Fernandes postulou a presidência estadual.

A convenção do partido acontece das 13h às 17h no diretório estadual, na Avenida Mato Grosso, em .

Reunião antecedeu convenção

diretório estadual do MDB se reuniu no dia 1º de agosto para tratar de candidaturas antes de definição das convenções municipais para as eleições de 2024.

Conforme informou o partido na ocasião, a reunião teve como objetivo atualizar os membros da executiva sobre as convenções realizadas e discutir as provisórias que serão homologadas pelo diretório, principalmente nos municípios onde há conflito de interesse e ‘atender a todos os interesses e fortalecer o partido’.

“A reunião também teve como objetivo oferecer uma visão geral da situação atual do partido após as convenções e prepará-lo para as eleições do próximo ano, mas não houve discussão de candidaturas em nenhum município”, explicou o presidente municipal do diretório em Campo Grande, Ulisses Rocha.

Botão Voltar ao topo