Do calorão de 41ºC para frio de 9ºC, Mato Grosso do Sul terá virada no tempo nesta semana

Mato Grosso do Sul passará por grande oscilação na temperatura nesta semana, saindo da máxima de 41°C para um frio de 9°C em um intervalo de poucos dias. A partir de terça-feira (12), a instabilidade predomina no Estado, com  e até possibilidade de queda de granizo.

Diversas condições meteorológicas favorecem os extremos índices nas temperaturas, como explica a meteorologista do Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima), Valesca Fernandes.

“Entre segunda (11) e terça-feira (12), a previsão indica tempo estável, com sol e variação de nebulosidade devido à atuação de um sistema de alta pressão atmosférica. Nesses dias iremos enfrentar temperaturas com valores próximos a 41°C. Entre terça e quinta-feira (14) tempo instável, com chuvas de intensidade fraca a moderada, localmente tempestades com eventual queda de granizo. O avanço de uma frente fria aliada a transporte de calor e umidade e um sistema de baixa pressão no  favorece a formação de chuva”.

Chuva e rajadas de vento

A previsão indica avanço da frente fria a partir de cidades do sul do Estado. Entre a noite de terça e quarta-feira (13), chuvas de intensidade fraca a moderada devem marcar o início da mudança no tempo. A meteorologia aponta queda significativa, Ponta Porã e Iguatemi devem registrar mínimas de 9 a 11°C.

Já a partir de quarta-feira, os termômetros na região sul e leste não passam de máxima de 28°C. A frente fria avança, ainda com valores entre 20 e 38°C na região norte e bolsão. Campo Grande terá mínima de 21°C e máxima de 34°C. Durante os duas, o vento atua no quadrante norte, com rajadas de 40 a 60 km/h, localmente pode ultrapassar 60 km/h.

A intensidade do frio deve avançar em grande parte do Estado na quinta-feira. Cidades como Corumbá e , que marcam calorão de 41°C no início da semana, terão queda significativa, entre mínimas de 17 a 24°C. Campo Grande, que também inicia a semana com calor de 33°C, pode marcar frio de 13°C e máxima de 20°C.

Haja imunidade

Antes da virada no tempo, a previsão indica que Mato Grosso do Sul pode marcar recorde de calor esperado para o ano. Para se ter um comparativo, a última máxima é de 39°C, em , no  de agosto.

Nesses dias, a umidade relativa do ar terá índice crítico de 5 a 20%, em todas as regiões do Estado. A recomendação para esses dias é ingerir bastante água, evitar exposição ao sol em horário mais quentes e menos esforço físico em exposição ao calor.

No fim de semana, cidades pontuaram milímetros consideráveis em acumulado de chuvas. As estações do Cemtec indicam volume de 110 mm em Fátima do Sul nas últimas 96 horas. Em seguida está Ivinhema com 104,8 mm, Sidrolândia (87 mm), Corguinho (70 mm), Ribas do Rio Pardo (69 mm), Rochedo (63 mm), Campo Grande (58,8 mm) e Dois Irmãos do Buriti (58,8 mm).

Botão Voltar ao topo