Confira trechos: Vídeo de Bolsonaro e ministros discutindo ‘ato golpista’ é apreendido pela PF

A Polícia Federal apreendeu um vídeo em que o ex-presidente  (PL) discute ‘ato golpista’ com ministros. O material estava na casa do tenente-coronel Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Bolsonaro.

O vídeo teria sido gravado em 5 de julho de 2022. O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Alexandre de Moraes, usou a transcrição do vídeo para embasar a  deflagrada nesta quinta-feira (8).

 

Segundo Moraes, a reunião “revela o arranjo de dinâmica golpista no âmbito da alta cúpula do governo”. “Segundo a Polícia Federal, também teve como finalidade cobrar dos  conduta ativa na promoção da ilegal desinformação e ataques à Justiça Eleitoral”, pontuou o ministro.

“Eu vou entrar em campo usando o meu exército, meus 23 ministros”, disse Bolsonaro no vídeo. O documento conta com trechos da transcrição:

Bolsonaro: “Porque os cara tão preparando tudo, pô! Pro Lula ganhar no primeiro turno, na fraude. Vou mostrar como e porquê. Alguém acredita aqui em FACHIN, BARROSO, ALEXANDRE DE MORAES? Alguém acredita? Se acreditar levanta o braço! Acredita que eles são pessoas isentas, tão preocupado em fazer justiça, seguir a Constituição? De tudo que são … Tão vendo acontecer?”

 

Bolsonaro: “Daqui pra frente quero que todo ministro fale o que eu vou falar aqui, e vou mostrar. Se o ministro não quiser falar ele vai vim falar para mim porque que ele não quer falar. Se apresentar onde eu estou errado eu topo. Agora, se não tiver argumento pra me ti… demover do que eu vou mostrar, não vou querer papo com esse ministro. Tá no lugar errado”.

O ex-ministro da Justiça, Anderson Torres, também tem trechos transcritos. Ele insinua que a Polícia Federal teria feito sugestões de aperfeiçoamento e que o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) não teria acatado.

Torres: “Mas a gente tá aí há seis anos fazendo. O outro lado joga muito pesado, senhores. Eu acho que, eu acho que essa consciência todos aqui devem ter”.

Botão Voltar ao topo