Com shows e debate sobre violência contra as crianças, Marcha para Jesus reúne fiéis e autoridades

O tempo fechado não afastou os fiéis de participarem da 31ª edição da Marcha para Jesus. Com muita música, a concentração acontece na tarde deste sábado (26), na Praça do Rádio Clube, em Campo Grande.

Em 2023, o tema da Marcha visa combater a violência contra as . Além dos fiéis da Capital, caravanas de várias cidades do interior foram mobilizadas para participarem do evento que deve acontecer em pelo menos 35 municípios de Mato Grosso do Sul.

Trios elétricos vão puxar os evangélicos até a prefeitura da capital, pela avenida Afonso Pena. Após, os fiéis voltam pela via e seguem até a avenida Fernando Correa da Costa, onde vão aproveitar vários shows.

A prefeita Adriane Lopes (PP), participa do evento ao lado de outras autoridades. A chefe do executivo considera a chuva que caiu neste sábado (26), uma ‘chuva de benção”.

“Deus nos trouxe aqui. A chuva no Aniversário de Campo Grande foi uma benção. Peço orações de todos, pois ser prefeita não é uma tarefa fácil, mas estou aqui para servir e não para ser servida. Que a Marcha para Jesus se repita nos próximos 124 anos”, destacou.

Família reunida na Marcha para Jesus

O empresário Claudio Cavalcante levou três netos para curtir o evento e diz que já é a sétima marcha para Jesus que participa.

“Venho há sete anos e é importante trazer nossos filhos e netos para o caminho de Jesus. Ensinar sobre o senhor desde quando são pequenos para serem bem-sucedidos”, disse.

Margo Castilho é esposa de um pastor e diz estar emocionado com o tamanho do evento. “É um momento importante para todos nós. Conseguimos reunir as igrejas e o povo de Deus. O assunto de 2023 é de grande importância, pois leva o clamor de Deus para as nossas crianças”.

Ao todo, 14 bandas regionais vão se apresentar no evento. Além dos artistas regionais, três bandas nacionais desembarcam na capital para a celebração. Se apresentam o cantor gospel Anderson Freire e as bandas Morada e Trazendo a Arca.

A coordenação espera um público de mais de 150 mil pessoas. O evento é realizado pelo Consepacg (Conselho de Pastores de Campo Grande), tendo como presidente o apóstolo Edmilson Mota de Oliveira, e Consepams (Conselho de Pastores de Mato Grosso do Sul), sendo o presidente, pastor Wilton Acosta. A parceria é do Governo do Estado de MS, da Prefeitura Municipal, da Fundação de Cultura, empresas e igrejas evangélicas.

Botão Voltar ao topo