Com Riedel, Paulo Corrêa discute apoio para evento que promete reunir 1,5 mil advogados em Bonito

Reunião contou com a presença do prefeito Josmail e do presidente da OAB-MS, Bitto Pereira

Pela primeira vez na história, Mato Grosso do Sul será o anfitrião da IV Conferência Nacional da Jovem Advocacia. Realizado a cada três anos, o evento está programado para ocorrer em Bonito, de 10 a 12 de abril, e espera reunir 1,5 mil profissionais.

Maior encontro jurídico da jovem advocacia brasileira, a Conferência foi o tema de uma reunião nesta quarta-feira (28), envolvendo o deputado estadual Paulo Corrêa (PSDB), o governador Eduardo Riedel, o presidente da OAB-MS, Bitto Pereira, o prefeito Josmail Rodrigues e os advogados Gustavo Passarelli e Rafael Rodrigues.

Durante a reunião, foi discutido o pedido de apoio institucional do Governo do Estado. “Este evento é crucial para a comunidade jurídica e também para a economia local, dada a expectativa de grande fluxo de visitantes, que certamente explorarão os atrativos turísticos e impulsionarão o comércio em Bonito”, ressaltou o 1º secretário da Assembleia Legislativa.

Bitto Pereira, presidente da OAB-MS, afirmou que “receber toda a jovem advocacia brasileira em Bonito, uma cidade turística de nosso Estado com belezas naturais inigualáveis, para sediar o maior evento jurídico da jovem advocacia, é uma honra”.

O prefeito Josmail Rodrigues expressou sua satisfação com a escolha de Bonito como sede, destacando a capacidade da cidade para receber eventos corporativos de grande porte.

“Ficamos muito felizes de o presidente Bitto ter conseguido articular no Conselho Federal da OAB para que a conferência fosse realizada aqui, valorizando Mato Grosso do Sul e Bonito, que está preparada para receber eventos corporativos de grande porte como esse”, pontuou o prefeito Josmail Rodrigues.

A conferência contará com uma programação abrangente, visando discutir perspectivas profissionais e desafios no início de carreira, reunindo participantes e representantes da Jovem Advocacia de todas as regiões do Brasil, correspondendo a mais da metade dos 1 milhão e 400 mil inscritos nos quadros da ordem.

Botão Voltar ao topo