Com recorde de turistas, Bonito é eleita como melhor destino sustentável para viajantes LGBTQIAP+

Capital do ecoturismo em , o município de Bonito, a 297 km de , é considerado um dos melhores destinos do mundo e referência no segmento de ecoturismo, é o que indica a pesquisa da Revista Tendências do Turismo, realizada pelo Ministério do Turismo.

A pesquisa realizada em parceria com o Instituto de Pesquisa de Reputação e Imagem, mostra que a cidade está entre os 10 destinos turísticos mais desejados pelos brasileiros em viagens nacionais neste ano. Além de ter sido eleita a melhor opção de destino sustentável para viajantes LGBTQIAP+.

Para Bruno Wendling, diretor-presidente da Fundtur (Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul), Bonito é um destino altamente segmentado, por isso, aparecer em tendências no mercado geral do turismo é algo gratificante.

“Temos feito um trabalho constante, com estratégia, continuidade e parceria com o trade turístico. Isso têm colocado cada vez mais o destino na prateleira dos operadores e agências e, claro, no desejo de consumo dos brasileiros”, ressalta.

Bonito foi o oitavo destino turístico que mais despertou interesse nos brasileiros em 2023. Os primeiros lugares ficaram para Salvador (BA), seguido por Fernando de Noronha (PE) e  (RJ).

O município de Mato Grosso do Sul foi o único a aparecer na lista e recebeu a nota 5,6 de uma escala que vai de zero a dez, em que zero indicava “nada” e dez representava “muito”. O levantamento também considerou Bonito como o 11º destino turístico mais conhecido do país, com a nota 4,0. As capitais Rio de Janeiro, Salvador e Florianópolis (SC) lideraram o ranking.

Mato Grosso do Sul, contudo, não apareceu tão bem nas pesquisas. O Estado na região Centro-Oeste ficou na 21ª colocação entre as unidades da federação mais visitadas no verão pelos brasileiros (entre quem irá viajar nos próximos três meses dentro do Brasil) e na lista de estados brasileiros mais cogitados para viajar nos próximos 12 meses.

Botão Voltar ao topo