Com mais de 100 pessoas, comitiva sai em viagem teste de trecho que vai ligar Brasil ao Chile

Comitiva com cerca de 100 pessoa sai de Campo Grande rumo ao que será descoberto nesta sexta-feira (24). Junto de 33 caminhonetes, jornalistas, autoridades e empresários vão descobrir o trecho da Rota Bioceânica, que vai ligar o Brasil ao Chila por meio de uma estrada verde.

Neste momento, a 3ª expedição da Rota de Integração Latino-Americana (RILA), organizada pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas e Logística do Estado de Mato Grosso do Sul (Setlog/MS), vai reunir várias pessoas para testar a rota.

Desta vez, a expedição vai fazer um teste drive na megaestrada – que vai ligar o Brasil, tendo como ponto de saída Porto Murtinho, no Sudoeste do Estado, até os portos de Iquique e Antofagasta, no Chile, passando nesse trajeto de mais de 2,2 mil quilômetros pelo Paraguai e Argentina.

Outro objetivo desta vez será os testes com a questão alfandegária. No entanto, os auditores fiscais da Receita Federal. Para ligar o Brasil à Rota Bioceânica, uma ponte já está sendo construída em Porto Murtinho (MS).

A ponte é construída por um consórcio binacional, com investimento de R$ 575,5 milhões. A estrutura terá 1.310 metros de comprimento e 20,10 metros de largura. A conclusão das obras é prevista no primeiro semestre de 2025.

As dificuldades e gargalos encontrados no trajeto serão apresentados pelos integrantes da RILA no 4º Fórum dos Territórios Subnacionais do Corredor Bioceânico Capricórnio, que deverá reunir autoridades das quatro nações no dia 29 de novembro, em Iquique, no Chile.

Botão Voltar ao topo