Campo Grande amanhece encoberta de fumaça provocada por incêndios no Pantanal

Campo Grande amanheceu nesta quinta-feira (16) encoberta de fumaça causada por incêndios no Pantanal. A situação soma as altas temperaturas previstas, que pode alcançar o dia mais quente da atual onda de calor e superar os 39°C, recorde do ano.

Imagens de satélite do Zoom Earth mostram que os  sopram do norte, com velocidade de 20 km/h. O monitoramento também indica focos de calor concentrados na região pantaneira e sudoeste.

Por volta das 7h, a Capital marcava calor de 31,9°C, com elevação ao longo do dia. A previsão indica que a máxima chega a 39°C e pode superar o recorde anual de 39,3°C batido no dia 23 de outubro.

zoom earth
Monitoramento de satélite (Zoom Earth)

Chuvas abaixo da média

Campo Grande registrou chuva acumulada de apenas 18,6 milímetros em outubro, segundo o  (Instituto Nacional de Meteorologia). O valor normal para o período é de 150,6 milímetros.

Este foi o menor acumulado para o mês da série conjugada de dados da estação automática com a convencional do Inmet disponível desde 1973. Até então, o menor valor era de 19,0 mm em 2014.

Quando acaba a onda de calor?

O instituto mantém o alerta da onda de calor extremo até a noite de sexta-feira (17). Durante esse período, as temperaturas ficam 5°C acima da média normal.

Portanto, até lá o sul-mato-grossense deve reforçar a hidratação e redobrar os cuidados, como beber bastante água e evitar  ao sol nos horários mais quentes.

Botão Voltar ao topo