Audiência Pública Debateu os Impactos da Imprudência no Trânsito em Mato Grosso do Sul

Nesta segunda-feira, 18, o deputado estadual Junior Mochi, em parceria com a Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul e o Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN), realizou uma Audiência Pública com o tema “Como as escolhas no trânsito impactam na sociedade”.

Durante o evento, houve uma abordagem profunda da crescente preocupação com a imprudência no trânsito, ressaltando que altas velocidades, a falta de habilitação e casos de alcoolemia são os principais fatores de risco. Esses comportamentos têm causado um alarmante aumento no número de acidentes e mortes, gerando sérias consequências para a sociedade.

O Deputado Junior Mochi enfatizou a importância de sensibilizar a população sobre esses problemas, destacando as responsabilidades individuais de cada cidadão no trânsito. A audiência, realizada no Plenário Deputado Júlio Maia, teve como objetivo promover um debate construtivo sobre como tornar o trânsito mais seguro para todos.

Na ocasião, ele afirmou: “É fundamental compreendermos o impacto das nossas escolhas no trânsito e como elas afetam diretamente a sociedade. Precisamos trabalhar juntos para reduzir esses números alarmantes de acidentes e proteger a vida de nossos concidadãos.”

Foram discutidas as preocupantes estatísticas de acidentes e mortes no trânsito, evidenciando a necessidade urgente de medidas rigorosas em fiscalização, investimentos em infraestrutura viária e educação para o trânsito. O tema da Semana Nacional do Trânsito, “No Trânsito, Escolha a Vida”, ressaltou a importância das escolhas individuais no trânsito e suas consequências.

A expectativa é que no próximo ano possamos celebrar a redução desses números alarmantes, demonstrando o compromisso em tornar o trânsito sul-mato-grossense mais seguro e proteger a vida de todos os cidadãos. Agradeço a presença e o engajamento de todos nessa causa vital. Juntos, faremos a diferença e contribuiremos para um trânsito mais seguro em nosso Estado.

Botão Voltar ao topo