Adriane Lopes cresce e assume a 3ª posição isolada na disputa pela Prefeitura

Pesquisa divulgada nesta sexta-feira (1º), sobre as intenções de voto para prefeito de Campo Grande, mostra que a atual gestora, Adriane Lopes, do PP, surge na terceira posição isolada. A liderança é de André Puccinelli, do MDB.

Espontânea

Conforme a divulgação, a atual comandante do Paço Municipal aparece com 8,5% das intenções de voto. Ela cresceu 3,5 pontos percentuais em relação à penúltima pesquisa, feita em setembro, quando assinalou 5% das menções positivas e 5,75 pontos percentuais em relação à consulta de julho, quando tinha 2,75% da preferência.

A evolução da atual gestora salta aos olhos se comparada ainda com a pesquisa de abril. De lá para cá ela cresceu 6,25 pontos percentuais, sendo que marcou 2,25% das intenções na ocasião. O levantamento é realizado pelo Instituto Ranking.

Pesquisa 

O primeiro colocado é André Puccinelli, do MDB com 12% das intenções de voto. O ”Italiano” cresceu dois pontos percentuais ante a pesquisa de setembro, quando tinha 10% da preferência do eleitor; 6,75 pontos percentuais a mais do que o de julho (5,25%) e 7,5 pontos percentuais a mais do que o de abril (4,5%).

Na segunda posição aparece Rose Modesto, do União Brasil, com 9,2%, o que representa 2,1 pontos percentuais a mais do que o anterior (7,1%), 4,2 pontos percentuais do que a de julho (5%) e 5,45 pontos percentuais que o de abril (3,75%).

A terceira posição é da prefeita Adriane Lopes, com 8,5% das intenções de voto. Na sequência vem o deputado estadual Lucas de Lima, do PDT, com 5,3% da preferência.

Ainda segundo a Ranking, o deputado federal Beto Pereira, do PSDB, marcou 3,4%, ou seja, 0,8 ponto percentual a menos que na anterior, quando somou 4,2%; 0,9 ponto percentual a mais do que na de julho (2,5%) e 1,4 ponto percentual a mais do que a de abril, onde teve 2%.

O ex-governador Reinaldo Azambuja, do mesmo partido, vem logo atrás com 2,6% das menções. Isso significa  0,6 ponto percentual a mais que a pesquisa anterior, quando tinha 2% e 0,9 ponto percentual a menos que a de julho (3,5%), sendo que na de abril ele não foi citado.

Rabeira

O bolsonarista Capitão Contar, do PRTB, tem 2,2% das intenções de voto. Ele cresceu 0,85 pontos percentuais em relação ao penúltimo levantamento, quando anotou 1,35%; 0,05 ponto percentual a menos que a de julho (2,25%) e 0,05 percentual a menos que a de abril (2,25%).

Na sequência do levantamento aparece Coronel David, do PL, com 2% da preferência. O resultado mostra crescimento de 0,8 ponto percentual a mais que na anterior, quando tinha 1,2%; o mesmo percentual que a de julho (2%) e 1,25 ponto percentual a mais do que a de abril (0,75%).

Outros nomes apresentados no levantamento são os de Zeca do PT, com 1,8%, ou seja, meio ponto percentual a menos que a pesquisa anterior, quando tinha 2,3%; 1,2 ponto percentual a menos que a de julho (3%) e 0,55 ponto percentual a mais que a de abril (1,25%),.

O deputado estadual Pedrossian Neto, do PSD, com 1,2%, sendo, 0,5 ponto percentual a mais do que na anterior, de 0,7%, sendo que na de julho e na de abril não foi citado.

A deputada federal Camila Jara, do PT, marcou com 1%, o que representa 0,2 ponto percentual a mais que na anterior, de 0,8%), 0,25 ponto percentual que a de julho (0,75%) e a de a de abril (0,75%).

Tio Trutis, do PL, ex-deputado federal, também foi citado e teve 0,4% das intenções. Ele não foi lembrado nas consultas anteriores. O deputado federal Marcos Pollon, do mesmo partido, teve 0,3%, ou seja, 0,1 ponto percentual a menos do que na anterior (0,4%), 0,05 ponto percentual a mais do que a de julho (0,25%) e 0,3 ponto percentual a menos que a de abril (0,5%).

O advogado Beto Figueiró marcou com 0,2% das intenções, isto é, 0,4 ponto percentual a menos que na anterior, 0,6%. Ele também não apareceu nas consultas de julho e abril, sendo que 1% citaram outros nomes e 49% não sabem ou não responderam.

A pesquisa foi feita de 20 a 30 de novembro deste ano com dois mil moradores das sete regiões urbanas de Campo Grande. O levantamento foi contratado pelo site Diário MS News.

Botão Voltar ao topo