1º Encontro Estadual da Tendência Interna ‘Avante’ do Partido dos Trabalhadores reúne lideranças em MS

A deputada federal Maria do Rosário (PT-RS), uma das parlamentares mais atuantes do País na causa da defesa da infância e adolescência e na luta contra a violência doméstica, estará em Campo Grande (MS), na próxima segunda-feira (6). Ex-ministra de Direitos Humanos do governo Dilma Rousseff (PT), é atualmente a única mulher a integrar a Mesa Diretora da Câmara dos Deputados.

A tendência, que além de Maria do Rosário, conta ainda com nomes como Arlindo Chinaglia (PT-SP) e Marco Maia (PT-RS), ex-presidentes da Câmara dos Deputados, e a governadora do estado do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, realizará seu primeiro encontro estadual em Mato Grosso do Sul, ocasião que marca também a fundação da corrente no estado.

“A companheira Maria do Rosário é um exemplo de luta em defesa da democracia em nosso País e também é referência na luta pelos Direitos Humanos, especialmente, na defesa da infância, adolescência e enfrentamento e combate à misoginia (ódio às mulheres), ressalta o deputado, Pedro Kemp.

A parlamentar gaúcha que integra a Executiva Nacional do Partido dos Trabalhadores afirma que o encontro no MS é parte de um processo nacional de construção de uma plataforma política coletiva orientada pela defesa do projeto socialista, humanista e de união e reconstrução do Brasil. “É fundamental que um partido do tamanho Brasil se constitua a partir do diálogo com a sua base, de maneira plural, por isso que para mim é tão importante estar presente neste encontro e ouvir as contribuições dos companheiros e companheiras da Avante e do PT do Mato Grosso do Sul”, ressaltou Maria do Rosário.

Com um destacado histórico de realizações no campo político e legislativo, Maria do Rosário é autora da Lei 14.717/23, sancionada na última semana pelo Presidente Lula, que cria um benefício para crianças e adolescentes órfãos do feminicídio, no valor de um salário mínimo.

Caso Jair Bolsonaro – Em 2017, o então deputado federal Jair Bolsonaro (ex-presidente) foi condenado a indenizar Maria do Rosário por danos morais por ofensas à sua dignidade. Em 2019, após a decisão em última instância, Maria do Rosário recebeu e doou a indenização de mais de R$ 20 mil a movimentos de combate à violência contra a mulher.

Data: segunda-feira, 6 de novembro

Horário: 18h30
Local: Sindicato dos Bancários, Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Botão Voltar ao topo